sábado, 27 de setembro de 2014

v i v e n d o & a p r e n d e n d o

Você vai crescendo e vai percebendo que as coisas podem ser complexas ou não dependendo de você. Talvez tudo seja questão de prioridades. Quando você descobre o que quer da vida, automaticamente (mas nem tanto assim) você traça o plano que vai te levar ao objetivo. Dá pra deixar esse plano na mente ou colocar no papel pra servir de incentivo e motivação. Mas entre o ponto de partida de quando você descobre e o ponto em que você alcance o seu objetivo (e depois você vai ver que terá outro objetivo) você tem que lidar com variáveis: pessoas, situações controversas, dinheiro, etc. Talvez, para conseguir o seu objetivo você tenha que mudar alguns hábitos e aprender a ter domínio próprio.

O domínio próprio é algo difícil de se conseguir, pelo menos percebo isso em minhas tentativas. Eu sempre falava pra mim mesmo: "não tente lutar contra a sua natureza", não penso mais assim. Hoje acredito que alguns hábitos devem ser moldados no decorrer do tempo. Eu vejo que algumas coisas que eu fazia já não me cabem mais. Não é você lutar contra a sua natureza e mudar completamente o que você é, mas você pode moldar certos aspectos. A vida não permite que a gente passe por ela sem mudar em algum aspecto: físico, intelectual, sentimental... 

Voltando para as prioridades. Este ponto eu acho interessante porque já tem um tempo que tento não estressar com coisa pouca no meu trabalho, na faculdade ou em casa. E sabe o que é bom? É que assim eu evito discussões e coisas do tipo. Claro que eu fico com raiva quando vejo algo errado e a pessoa que fez este algo errado finge que não fez nada. Antes eu ficava com o caralho de raiva, mas agora eu só relevo e tento amenizar a situação. Até hoje nunca sofri dano algum por fazer isso. Tem uma frase que aprendi no livro "O lado bom da vida" que diz: "É melhor ser gentil do que ter razão". Eu acredito que seja mesmo. Dá pra evitar muitas complicações com isso. Agora se chegar ao ponto da pessoa se acostumar e tentar fazer você de escravo tem que mandar pra Put@ que Pari# mesmo. Sou humano também. 

As pessoas que passam pelo nosso caminho (e nós pelo caminho delas) também devem ter alguma coisa pra nos ensinar (boas ou ruins). Cada uma é um universo diferente. E eu, particularmente, tenho um apreço sem tamanho por conhecer novos universos.É triste quando você conhece alguém e logo precisa se despedir, mas é necessário. Minha opinião é fazer desses momentos eternos enquanto duram e, depois, empacotar e guardar nas lembranças u.u

Até agora eu tô achando que a vida vai ficando mais leve quando você não exige muito de si próprio, quando começa a agradecer mais do que pedir e quando evita o estresse do dia-a-dia sendo uma pessoa mais gentil. Eu só queria que viver e seguir essas "dicas" que eu imaginei aqui fossem tão fácil quanto foram escrevê-las... 

Nenhum comentário: