terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Preguiça...



parece ser uma coisa tão comum e simples, mas também pode não ser. Ando muito preguiçoso, por isso não tenho postado nada aqui. É algo físico e mental. A ideia vem e eu tenho tanta coisa pra escrever, pra conversar com esses números binários. Mas é só fazer o login que a preguiça vem e toma conta de mim. Eu escrevo apenas uma linha e parece que tudo sai da minha cabeça e uma vontade muito grande de não fazer nada impera. A coisa é bem pior do que parece:
  • Primeiro, acordar, pra mim, é uma coisa enfadonha porque eu posso ter dormido 12 horas seguidas, mas acordo cansado. Mas eu não quero voltar a dormir. Nem quero levantar. E agora?
  • Quando acordo, penso nas coisas que tenho que fazer no dia, supondo que esteja em um dia de folga. Escrevo tudo numa agenda e fico muito contente por saber que terei um dia bem produtivo. Quando vou dormir eu pego a agenda pra ver o que eu fiz da programação e eu não fiz nada ¬¬
  • Então eu vou começar a dormir, mas fico pensando em tudo que eu posso fazer no dia seguinte para ter um dia produtivo e, do nada, começo a pensar se eu tivesse uns poderes bem legais para acabar com o mun... quero dizer... uns poderes para tornar o meu dia mais divertido...
  • As atividades físicas. Eu gosto bastante. A preguiça toma conta de mim quando penso em fazer alguma coisa do tipo, mas é só começar uma corrida, por exemplo, que a preguiça desaparece. Tenho percebido que o problema maior é começar alguma atividade, assim que se começa a maldita de preguiça desaparece. O ruim é começar...
  • Estudar é a mesma coisa. Os primeiros minutos se passam com alguma coisa dentro da minha cabeça dando ideias de outras coisas pra fazer. É preciso ser forte para não largar os livros e sair pra ficar sem fazer nada.
  • Esqueci quantas vezes larguei a academia, as artes marciais (judô, caratê, capoeira, jiu-jitsu), os instrumentos musicais (teclado, violão, bateria, violino) e outras coisas mais por conta da preguiça...

Então, isso tem que acabar. Comecei a pesquisar sobre essas coisas (a preguiça) e alguns estudos afirmam que quando constante ela já pode ser um sinal de um demônio pode estar tentando tomar conta do seu corpo e destruir a sua vida todinha transformando você em um vegetal. Isso é triste.

A preguiça é como se fosse uma pessoa que, se você deixar, anda perto de você pra qualquer lugar que você vá. Ela é invisível, claro, e te dá uma abraço quando você tem alguma coisa importante pra fazer. Ela tenta seduzir com propostas de coisas que são mais legais para se fazer, o que engloba dormir, comer ou não fazer absolutamente nada. O que fazer? Mandar a preguiça para casa do caralh* e seguir em frente. Coisa que eu tento todos os dias e não consigo. Só não vou parar de tentar, né?