sexta-feira, 5 de julho de 2013

Barra de Especial



 
 
            Você e eu temos uma barra de especial. E quando ela enche nós podemos soltar um especial muito bonito. A ciência chama isso de síndrome de Burnout, o que seria a síndrome de Bornout, tio? Acontece quando você trabalha e vai acumulando desafetos, estresse, raiva dos outros, ódio e outras coisas que ficam conosco quando não temos alguém pra conversar sobre essas coisas (um amigo ou um psicólogo). Então, quando nossa barra de especial se completa nós podemos, de várias maneiras diferentes, explodir. Dessa vez não dá pra guardar pra gente essa explosão. Os estilhaços podem atingir as outras pessoas ou não. Às vezes demora muito para completar a barra de especial porque tem gente que deve ter uma barra bem grande pra completar. Outras pessoas completam rapidamente, explodem, e começar a encher de novo. São as chamadas “esquentadinhas”. A minha já completou uma vez e foi uma catástrofe, eu pensei que quando acontecesse ia ser como no vídeo game, um especial do Street Fighter ou do Dragon Ball Z. Meus estilhaços não atingiram ninguém, ricochetearam e voltaram direto para mim. Vejam como eu sou uma boa pessoa, até na hora que eu tinha a chance de perder totalmente o maldito controle de tudo e acertar quem eu quisesse. E eu tinha juntado tudo bem direitinho. Era como juntar moedas num cofre de vidro e depois estourar o cofre na parede e receber os pedaços do vidro na cara. Isso depende de cada um. Já existem pessoas que quando soltam o especial acertam o máximo de pessoas que conseguem. Brigam, atiram, gritam e etc. E eu acho que nessas horas podemos ver a barra de especial secando para outro período juntando moedinhas.

            O que fazer para retardar o fluxo de energia que enche nossa barra de especial? Bom, vejo pessoas que bebem depois de um dia estressante de trabalho. Que usam o cigarro para amenizar a ansiedade. É um tipo de válvula de escape. Para alguns funcionam. Outros leem livros para saírem um pouco deste mundo. Ou vão para o cinema. Já usei todos esses meios. O que vem funcionando para mim são os livros. Cada um tem que ver o que funciona. Quem, quando bebe, começa a tirar a roupa não é legal usar este método sempre, por favor.

Nenhum comentário: