terça-feira, 7 de maio de 2013

Porcaria de pessoa

 Hoje eu cheguei no limite (mais uma vez) de presenciar a porcaria em que uma pessoa pode se tornar. Eu não quero acreditar que alguém possa nascer com esse gene (se for um gene) ou com essa predestinação de ser uma escrota safada. De ser uma pedaço de carne podre que está no mundo só para ser escrota, invejosa, hipócrita tudo de ruim em um único corpo. Tento entender e pensar em algum motivo que a tenho tornado nisso. 
 Temos que ter cuidado com os sociopatas!!! Porque é isso que essas pessoas são. Malditas que se escondem por trás de uma religião, de uma graduação ou de uma ideologia. Desgraçados que não sabem de nada, mas que querem PARECER sábios diante das pessoas. Hipócritas que fingem ser seu amigo ou amiga e quando for o momento de salvar a própria pele te usa como escudo. São pessoas tão escrotas e desprezíveis que todos sempre tem alguma coisa para falar dela, coisas ruins, mas quando estão entre os "amigos" (os mesmos que falaram) se mostram a mais populares, carismáticas, inteligentes... Quando na verdade todos sabem a verdadeira face suja que ela tem. Mas o que fazer no meio desse grupo? Onde todo mundo se abraça e no momento seguinte soltam seus venenos uns nos outros? Eu não quero ser o santo (no way), porque mesmo com a minha carinha de anjo (not) já precisei fazer coisas parecidas. Quem nunca? Mas isso tem que ter um limite. A amizade (não quero ser meloso) tem que existir. Todos temos segredos tão amargos (ou não) que não podemos guardar, precisamos de alguém para conversar e falar dos outros. Mas tem escrotos que não tem noção, que acham que são amigos de todo mundo, que no meio da primeira conversa de meia hora conta todos os seus segredos (e o das outras pessoas também).
 O que percebi esses dias é que se você não percebe (ou percebe) que uma pessoa é uma porcaria e ainda continua andando para cima e para baixo com ela, você começa a virar porcaria também. Os hábitos talvez passem por osmose. Será um tipo de vampirismo? 
 Todo mundo finge muito bem ser forte e tudo contra os desafios da vida, mas saber (ou desconfiar) que na vida inteira tudo segue o ditado de que "é cada um por si", a coisa começa a complicar e o nível sobe de easy (quando você acha que tudo é uma maravilha e que tudo vai cair do céu) para expert (quando você se dá conta de que todo dia é uma luta diferente para conseguir a comida do dia seguinte). Não que eu queira ser pessimista nem nada, mas tenha um pé atrás com certas pessoas erradas, se é que vocês me entendem... 
 Então, as porcarias carregam tipo uma Kriptonita que enfraquecem que tá tentando viver de boa. Parece que as porcarias chegam na vida da pessoa como um monstro do vídeo-game, então, vença-o. Como? Cada um terá o seu meio. [Conselho like Mestre dos Magos]




 Eu espero que depois que derrotar as porcarias que estão perto de mim eu ganhe algum bônus nesse jogo. O nível subiu de Normal para Hard que eu nem percebi... 

Nenhum comentário: