domingo, 16 de janeiro de 2011

O PortaL Part. 1

Dois jovens, um rapaz e uma moça, vinham correndo no meio da noite por uma rua de barro rodeada por mato. Nenhuma casa, nenhum carro. Os dois havima se perdido depois de descerem do carro para procurar uma casa próximo da rodovia. Estavam há mais de uma hora dando voltas em algo que parecia ser um bosque abandonado.
__ O que é aquilo? __ Perguntou o rapaz apontando para um muro branco que els não tinham notado antes.
__ Parece ser o muro de uma casa. __ Disse a moça. __ Vamos lá, pode ter alguém em casa.
À medida que se aproximavam o muro crescia. A casa deveria ser enorme. Tinha um poste velho que iluminava, não muito bem, o que poderia ser a frente da casa. Algo passou cambaleando para fora.
__ Tem gente lá. __ Disse a moça com esperança. __ Vamos!
Correram.
Um grande portão de ferro estava escancarado e mostrava algo que eles não imaginavam: um cemitério. E o mais estranho, pessoas andando de um lado para o outro.
__ EI! __ Gritou a moça.
__ Não! __ Disse o rapaz totalmente em pânico.
__ O que foi? __ Ela disse se virando para ele. __ Nós temos que sair daqui logo, temos um casamento para ir, esqueceu?
O rapaz ficou pálido e a puxou, mas ela o empurrou e foi em direção à pessoa mais próxima, uma mulher que estava de costas. Vestia um vestido sujo de terra e tinha os cabelos ralos.
__ Senhora? __ Disse a moça segurando no ombro da mulher.
A senhora se virou mostrando um rosto se olhos e com dentes sujos de sangue. A moça não conseguiu correr, ficou paralisada de pavor enquanto a senhora dilacerava seu pescoço. A moça se viu livre quando o rapaz jogou a senhora para o lado.
Correram...

3 comentários:

Someone disse...

a tua imaginação para essas histórias é fantásticas.

adorei.

PerpLife - PerLusion disse...

Ela ficou parada enquanto a outra dilacerava seu pescoço? O sistema nervoso está meio lento...
Veremos o que acontece com ela no próximo capítulo :D
Abraços
PerpLife-Perlusion

J.R. disse...

Muito bom o texto!!! Parabéns pelo blog. Abraço.