terça-feira, 23 de setembro de 2008

Um dia os robôs vão chorar!!



(Eu não queria escrever isso, mas tem um frio na minha barriga que quer sair, e eu não sei se este frio é o friozinho da alegria ou o friozinho do ódio, pois os dois são tão parecidos, são tão bons! Bom, lá vai:)

Tá muito irado viver aqui neste mundo! Muito irado mesmo! Eu consigo levar a minha vida caótica de uma forma que as pessoas pensam que é normal, mas na rua eu as vejo olhando para mim, olhando e pensando: "O que é que ele vai fazer agora? Será que vai sacar da arma e atirar em todo mundo?" Eu consigo viver minha vida alucinada vendo a miséria dos outros para consolar a minha própria miséria. kkkkkkkkk. É resenha isso!!

Eiiii! Ei você!!!!!!!! Tátátátátátátátátátátátátátátátátá!!! kkkkkkkk


(Arrrrhhhhggg, eu tô fazendo forrrr... ahhhg... força pra poder tirar isso... Arrhrhhgg... )


Aí eu trabalho e estudo e gasto o meu dinheiro tooooooooooodo com futilidades para alimentar meu Ego, e eu vou dar o MEU dinheiro para os pobres, é? NÃÃÃÃÃOOO!!! kkkkkkk Eu vou ficar para mim e vou juntar pra quando eu morrer eu ser cremado com o meu dinheiro junto, eu vou sim!!! Aí eu acho que tô ficano lôko de pedra!! kkkkkkkkk.


E o frio recomeça toda vez, toda noite, na minha barriguinha magra. Veja! Barriguinha Magra! E tem vezes que eu penso que sou um robô!!! E que eu não tenho sentimentos!! Que eu não me preocupo com nada a não ser com meu próprio RRRRRRabo! Sorry, but is the reality! Um robô que vê outros robôs pensando que são a sensação do momento... huhuhuhu. Mas não são! Eles não são a sensação do momento, sabe o que é a sensação do momento? Vou contar, mas não conte para mais ninguém fora da net, certo? A sensação do momentos são crianças sendo jogadas de prédios, são pais engravidando filhas, famílias se matando, o meio ambiente mostrando sua fúria colossal!!! Um tornado é bonito demais!! Mas a beleza dele é fatal!! kkkkkkkkk ¬¬


E nós, Robôs, temos que trabalhar todos os dias, aqui no ocidente o trabalho foi visto como um martírio e assim o é hoje. BOm, vamos colocar a culpa nos antepassados que é mais fácil!! Sempre é mais fácil quando tem alguém pra colocar a culpa, né? É sim, eu sei...


Mas vai chegar uma hora que um robô não vai aguentar viver com tanta coisa irada desse jeito, meu. Não dá pra viver assim eternamente (eu acho)... E então, quando chegarmos, nós, robôs, ao fim do poço, os bons e ou maus, os homossexuais e os heterossexuais, os machos e as fêmeas, adultos e crianças, tudinho, não vai escapar um, aí virá a lágrima, a lágrima esquecida de todos os tempos de egísmo e tal e tal. Pronto, esse vai ser o dia que os robôs vão chorar, porque a maioria deles só sabem pensar no que é sério para si e para os outros de verdade quando é tarde demais.

(AArrhhhgg... O frio ainda continua aqui ¬¬, mas pelo menos não tá igual como antes... hehehe, tá maior, só que ainda não sei se é de alegriazinha ou de ódiozinho... um dia eu descubro.)

sexta-feira, 19 de setembro de 2008

A mudança


Rapidinha!


Ele era um homem que andava rápido com seu carro. Não respeitava sinais de trânsito nem leis. Certa noite, numa rodovia movimentada um caminhão quase colide com seu carro numa ultrapassagem arriscada, e proibida. Sua vida possou diate de seus olhos, sua infância, sua adolecência, sua família, seus amigos, sua mulher e seus filhos. Depois disso ele parou o carro no acostamento e refletiu sobre seu comportamento. " Como eu posso levar minha vida de forma tão leviana? Sou tão egoísta ao ponto de só pensar nas minhas vontades... A partir de agora pensarei mais em minha família, nos meus amigos e na falta que posso fazer a eles." Pensou ele naquele momento de reflexão no acostamento. A partir dali sua vida seria outra, a partir daquele exato momento sua vida teria novas regras. Então ele limpou uma lágrima de seu rosto, acelerou com toda força para sair logo do acostamento e chegar logo em casa para sair logo para uma festa... Mas antes de sair logo para estrada, ele não viu que logo naquele momento vinha outro caminhão, em alta velocidade, que colidiu com seu carro, também veloz...

sábado, 13 de setembro de 2008

LHC


Quem ainda não ouviu falar no Large Hadron Collider - LHC deve ficar atento, viu? Confesso que também foi há pouco tempo que fiquei sabendo dele, mas ele entrou em funcionamento dia 10 de Setembro deste ano e custou cerca de 3 milhões de euros. Um de seus principais objetivos é explicar a origem da massa das partículas elementares e encontrar outras dimensões do espaço, entre outras coisas.


Os cientistas Walter Wagner e Luiz Sancho acreditam que este equipamento pode provocar uma catástrofe de dimensões cósmicas, como um buraco negro que acabaria por destruir a Terra[carece de fontes?]. Para tanto, corre um processo num tribunal do Havaí[carece de fontes?] tentando impedir a experiência, até que haja uma total comprovação de que não haja riscos. Outros acusam o CERN de não ter realizado os estudos de impacto ambiental necessários. No entanto, apesar das alegações de uma suposta criação de um buraco negro, o que de fato poderia ocorrer seria a formação de strange quarks, possibilitando uma reação em cadeia e gerando a matéria estranha; esta possui a característica de converter a matéria ordinária em matéria estranha, logo gerando uma reação em cadeia na qual todo o planeta seria transformado em uma espécie de matéria estranha.


Fonte: Wikipédia, a enciclopédia livre.


Bom... É bem interessante... Passa pela minha cabeça o seguinte: Já disseram que o mundo acabaria no ano dois mil e centenas de pessoas quase enlouqueceram, já falaram de profecias do ano de 2006 e centenas de pessoas rezavam para que não fosse nada de mais... E agora um simulador do Big Bang vai ser ativado - Eu não tenho nada contra, até gosto da idéia - e, pelo que percebo, ninguém está preocupado com o fim da terra, que é uma possibilidade. Talvez porque o assunto ainda não foi MUITO difundido, mas...


Como o texto abordou, TALVEZ o planeta SERIA transformado numa espécie de matéria estranha. hehehe. Mutantes? X-men? Ou seríamos transformados em aberrações loucas? Tenho tantas idéias sobre o que poderia acontecer, mas a que prevalece é a explosão da galáxia, e aí começaríamos TUDO novamente, desde o início... Quem sabe isso não é um círculo? Sempre que a espécie evolui demais até chegar ao ponto de recriar o Big Bang tudo explode e volta para o começo... É interessante.

domingo, 7 de setembro de 2008

Conheça a sua ficha!



Alguém aí já jogou RPG? Bom, quem jogou sabe que existe uma ficha de personagem, onde você cria uma pessoa (Ou outras criaturas) que será você no jogo e tal e tal, é muito interessante, é como ser um ator ou atriz. Mas não é da ficha do RPG fantástico que o post se trata, mas sim da ficha do RPG da vida real [às vezes acho que a vida real é a do RPG...{tema para outro post...}].

Éé, nós aqui consideramos que a nossa vida também tem uma ficha onde nós colocamos nossas vantagens, desvantagens, atributos, aprimoramentos, posntos de força, de defesa, habilidades, perícias, etc, etc. E onde também anotamos nossos pontos de experiência para "comprarmos" mais características para o nosso personagem, neste caso, nós mesmos.

Conhecendo sua ficha:

1) Identificação:


Identifique-se na ficha com nome completo, idade, profissão, data de nascimento, altura, peso, raça, cor, cor dos olhos, cabelo, e todo o resto de sirva para identificar você. Sim, também deve ser colocada nesta parte sua personalidade: Bom, Mal, Caótico, Introvertido, Extrovertido...
Normalmente a ficha é feita depois da infância quando o(a) personagem terá condições psicológicas de saber que se tem uma ficha da vida.


2) Atributos:


Você terá que quantificar suas potencialidades tanto físicas como vitais. Sua força, capacidade para raciocinar, percepeção das coisas, força de vontade, seu carisma, sua inteligência... Lembre-se que com essas características você poderá comprar seus aprimoramentos mais adiante.


3) Aprimoramentos:


Aqui as coisas começam a ficar mais interessantes...

Os aprimoramentos são as suas capacidades para fazer as coisas, um exemplo: Você compra o aprimoramento Línguas e escolhe uma língua estrangeira para aprender a falar (Aí, na vida real você entra numa escola de línguas... Assim você vai preenchendo a sua ficha com outras mais que você queira aprender). Ou se você quiser ter na sua ficha um tipo de luta (Judô, Karatê...), outro esporte, habilidades paranormais, sentidos aguçados (Aqui é um aprimoramento que deve ser treinado bastante para tê-lo na ficha). Aliados (Aqui são os seus amigos, ou familiar, ou os tão chamados amigos imaginários... Lembrando que nem todo mundo pode ser considerado aliado, você pode perceber isso se em sua ficha tiver o "Enxergar Aura" que faz com que você perceba a índole das pessoas). E vários outros atibutos que você recebe durante sua vida neste mundo.

4) Perícias:


As perícias são outro tipo de habilidades que podem ser compradas mais facilmente que os aprimoramentos e dependem do atibutos. Aqui você pode comprar conhecimentos específicos para certas áreas, um exemplo é a universidade, lá você terá várias matérias (as perícias) que você vai estudar para poder ganhar o aprimoramento (Arquiteto, Médico, Veterinário...). Também pode comprar lábia para conseguir as coisas com um bom papo, furtar para conseguir roubar de maneira discreta, intimidação para intimidar com classe, sedução para seduzir facilmente, etc, etc.

Mas como conseguir comprar tudo isso?


Com pontos de experiência. E você os ganha quando completa um ano de vida a mais. Neste dia você passa de nível, ou não. Dificilmente uma pessoa não passa de nível, pois durante um ano nós passamos por desafios na vida que nos fazem crescer pessoalmente. Quem não aprende nada durante um ano não ganha pontos de experiência no dia do aniversário :'(. Aí tem que passar outro ano se esforçando para ganhar seus pontos enquanto os outros evoluem, como Digimons.


Como encontrar minha ficha?

A ficha nasceu no mesmo dia que a gente nasceu. Ele fica guardada em algum lugar (que eu não sei onde é...) e é atualizado todos os dias, sim, pois aprendemos coisas todos os dias, mas ela só é carimbada pelas mãos do Mestre no dia do Aniversário. Mestre é quem "dá as cartas do jogo".


Na ficha também são anotadas todas as nossas atitudes e comportamentos, como observações, se você agiu de acordo com seu personagem (personalidade) você ganha pontos[Se você é for um super herói e não salva pessoas durante o "jogo" você perde pontos, assim como se você for um vilão e não fazer o mal), e outras observações.


Acho que quando uma pessoa morre ela tem direito de ver sua ficha para poder ir para outro mundo gastar os pontos de experiência, se sobrarem, ou de criar outro personagem... Não sei se esse jogo tem fim.


Mas a vida (Este é o nome do jogo) é muito legal de ser jogada. Minha ficha tem um monte de coisas já, eu venho observando. Quando você ganha pontos de experiência durante o ano você se sente bem, aí no final do ano (O dia que você completa ano) você gasta os seus pontos!!


Quem não sabia que existia esta ficha pode começar a prestar mais atenção e ver como anda a sua. Um ficha bem recheada de bons atributos e perícias é sempre bem vinda para o Mestre. Isso não importa se você é bom ou mal, o que importa é que você haja de acordo com sua personalidade (Que fica lá na identificação) e use seus atributos de maneira certa (Levando em conta se você é o vilão ou o herói).