domingo, 12 de agosto de 2007

A Vingança nunca é plena...


... Mata a alma e a envenena.


Quem sabe?



Só sei que ela guia a vida de muita gente. Ela é que impulsiona os desejos mais sombrios da alma de uma pessoa. Ela "ajuda" na realização de metas, se assim a pessoa quiser. Só é saber usá-la.


A Vingança é a mãe do ódio, da raiva, da crueldade e, principalmente, da realização pessoal tão saboreada quando conseguido o objetivo base.


Antes de querer vingança a pessoa precisa ser impulsionada. Vamos para um exemplo clássico:

Maria namora João e João trai Maria com Ana. Ana é a melhor amiga de Maria. Um certo dia Maria vê de longe João aos agarros com Ana. De longe, ao ver tal cena Maria sente um aperto no peito, um frio sobe-lhe pela barriga (raiva), lágrimas brotam dos cantos dos olhos (Ódio) e como num flash Maria pensa no que fazer.

Maria vai pra casa chorando em silêncio com aquele frio na barriga e um leve tremor nas mãos. Chegando em casa deita na cama e fica se remoendo com coisas bonitas do passado: Via-se com João, lembrava-se como se conheceram, recordava-se dos beijos, carinhoe e palavras de amor, etc e coisa e tal... Todo aquela baboseira de um coração apaixonado que se quebra. Ele deviam pagar, Maria pensava no fundo de sua alma corrompida, deviam pagar caro.

Como dizem: a vingança é um prato que se come frio, por isso é tão saboroso prepará-lo, você deve estar com o coração quente!

Maria passava um bom tempo planejando o que faria com os dois pombinhos, já tinha tudo na cabeça desde o momento do flagra, mas gostava de machucar pensando nos momentos bons e logo em seguida relembrar o que viu. Ao mesmo tempo que sentia aquele frio de raiva na barriga, sentia um frio mórbido e relaxante no coração.

Os dias se passaram e o dia dela chegou. João e Ana estavam se beijando no mesmo local de antes, em baixo de um árvore, à sombra. Não havia mais nada além da árvore e grama. Eles viram quando Maria se aproximava com alguma coisa na mão e disfarçaram.

__ Oi meu amor! __ Disse João.

__ Oi Maria! Estava aqui conver... __ Antes que Ana terminasse, Maria jogou um balde com gasolina nos dois. Eles ficaram sem saber o que estava acontecendo. Não havia mais nada nos olhos de Maria a não ser Ódio e uma louca sensação de bem estar.

__ O que você está fazendo? __ Perguntou João.

Maria limitou-se a jogar o isqueiro nos dois amantes.

Ao som dos gritos de dor e sofrimento, Maria olhava para o céu. Estava livre de um grande peso na consciência. O frio em sua barriga voltou, mas foi de alegria ao ver os dois pombinhos correndo e rolando no chão tentando, em vão, apagar o fogo de seus corpos.



Viu? A vingança é algo útil quando dirigida para um objetivo. Não este do exemplo, mas para outros que envolvam sua vida profissional. Quantas pessoas malditas fazem algo pra te prejudicar? Essas sim merecem ter uma boa "regulagem" heheheheh!


Até lá e aproveite cada segundo do preparo da sua vingança!